FOLLOW US:
+351 936 003 750

RNAAT Nº 1222/2017

 

  • Português
  • English

 

Top
 

Agricultura

No que diz respeito à produção agrícola, o Algarve é bastante rico e diverso. Por exemplo:No que diz respeito à produção agrícola, o Algarve é bastante rico e diverso. Por exemplo:

Figos: podem ser consumidos frescos, secos, secos recheados com amêndoas;
Alfarroba: após a grainha (semente) ser separada do fruto começa a transformação da alfarroba que poderá resultar em farinha para bolos e espessantes para gelados e cafés por exemplo. A massa que resulta da trituração do fruto também dá origem a ração para animais.
Amêndoa: utilizada sobretudo na doçaria regional. Através dela é fabricado o massapão e os “Doces finos”. Serve também para rechear figos secos, para tartes, bolos e licores (Amarguinha).
Azeitonas: para além de serem utilizadas para fazer azeite, as azeitonas também são temperadas e colocadas numa salmoura para depois serem consumidas.
Citrinos (laranjas, clementinas, limões): uma das mais importantes culturas do concelho de Silves. A laranja algarvia devido ao seu sabor doce inconfundível é reconhecida internacionalmente.
Medronho: este fruto começa a ganhar maior notoriedade. Até há bem pouco tempo atrás servia apenas para ser destilado e produzir aguardente. No entanto, os seus benefícios alimentares começam a ganhar fama e já está a ser consumido na sua forma natural.
Cortiça: na região serrana do Algarve encontramos grandes montados de sobreiros com algumas árvores já centenárias. São estas árvores que produzem a cortiça. A cortiça hoje em dia já não é apenas utilizada para fazer rolhas. A esta matéria-prima foram atribuídas muitas outras valências e é agora utilizada para fazer objectos de decoração, roupas, sapatos, malas, jóias, entre outros.
Morangos, abacates, nêsperas, pêssegos, damascos, ameixas, mangas, amoras silvestres, framboesas, melões, melancias, uvas, dióspiros, romãs, (…): o clima da região é propício ao cultivo de uma enorme variedade de fruta.
Batatas, feijão-verde, couves (caldo-verde, repolho, coração de boi, branca), abóboras, tomates, pepinos, pimentos, cebolas, alhos, (…): o cultivo de produtos hortícolas também tem muita expressão na região.

A par de um Algarve cosmopolita, com infraestruturas modernas e com um sem fim de actividades e atracções turísticas, existe ainda um Algarve genuíno que não deixa que as suas tradições terminem. Assim sendo, felizmente, ainda é possível encontrarmos pessoas no interior que vivem da agricultura. A agricultura não é apenas o cultivo de terras, pode incluir-se também nesta área a criação de animais (agropecuária) como por exemplo ovelhas, cabras, vacas, porcos, (…).

Em concelhos como Silves, Monchique e Loulé, por exemplo, é bem frequente encontrarmos pastores que levam os seus animais para o campo. E, não é de todo estranho, depararmo-nos com uma manada de vacas que pasta livremente pelo campo e se cruza connosco na estrada, lado a lado. Menos frequente é encontrarmos burros e mulas devido ao facto destes animais estarem em vias de extinção. Em tempos passados estes animais foram muito importantes para as populações pois eram eles que transportavam as colheitas até aos mercados, que auxiliavam nos terrenos e retiravam água dos poços e noras.